Xixi fora da caixa?


Olá, humanidade! 


Esse texto aqui vai te ajudar a entender melhor o comportamento do seu gato. O que significam aqueles miados estranhos, loucuras, xixi fora da caixa, mordidas e muito mais. 


Pra me ajudar a tornar esse texto ainda mais produtivo eu entrevistei a Dra. Juliana Damasceno, que é especialista em comportamento felino.


Juliana, é verdade que alguns gatos ficam rebeldes quando as mulheres estão grávidas? Isso é normal, como os humanos podem lidar com uma situação assim?


Chico, eu atendo muitas mulheres grávidas e é muito importante preparar o gato antes, durante e depois da chegada do bebê. Ou seja, é normal que os gatos tenham uma mudança de comportamento quando eles percebem que a mulher está grávida. 


A gravidez causa uma mudança na rotina da casa inteira, mas primeiro ela causa uma mudança na mulher e os gatos se comunicam prioritariamente pelo olfato, quando a mulher engravida há uma mudança de hormônios, então, consequentemente nosso cheiro, comportamento e humor mudam e os gatos percebem!


O que acontece além do humor e dos hormônios é que nós começamos a receber móveis novos em casa, rotina muda e a maneira como a gente lida com o ambiente também muda, e aí o gato consequentemente sente tudo isso, porque os gatos são territorialistas, eles asseguram o bem-estar deles quando eles têm o ambiente sob controle, ou seja, quando o ambiente começa a ter muitas mudanças, ele se sente deslocado. 


Cada gato tem uma maneira de se expressar, alguns se isolam, alguns mudam o comportamento com o humano, outros podem até começar a serem mais agressivos, porque começam a buscar estratégias para participar e voltar a controlar o ambiente. 


A grande dica é: fazer com que os gatos participem de toda a rotina da mudança, então a cada nova chegada de roupas, brinquedos, móveis, chame seu gato para participar desse momento e sempre associe essas mudanças da rotina a algo positivo. 


Como lidar com um gato que monopoliza a hora da brincadeira e inibe o outro? 


É bem comum isso acontecer! Até porque sempre têm alguns gatos que possuem um nível de atividade maior no ambiente. Aí eles acabam monopolizando as brincadeiras e por algum motivo na organização social dos gatos, eles têm prioridade para aquele acesso e nem sempre eles precisam brigar por causa disso. 


O que os humanos podem fazer é: ajudar a conduzir para que cada gato tenha seu um momento agradável de interação com o humano, principalmente as brincadeiras e atividades, até porque os gatos precisam disso. 


O ideal é gastar bastante energia do gato monopolizador primeiro e depois conduzi-lo a outra atividade. O segredo é manter o gato monopolizador com alguma outra atividade que exija mais capacidade cognitiva, por exemplo. Oferecer uma atividade com algo que ele goste muito, para ele se ocupar, como por exemplo, uma brincadeira com o seu comedouro bolinha, Chico. 


Assim fica mais de dar atenção para os demais gatos! Você também pode oferecer essa atividade em outro cômodo, para que todos os gatos possam brincar também. 


Uma outra dica também é colocar esse gato mais tímido que está sendo inibido no alto, e aí, dá pra usar uma varinha e brincar com os dois juntos. 


O que pode significar um gato que mia o tempo todo sem motivo e já foi ao veterinário e tá tudo sob controle? 


Existem alguns gatos que são bem mais falantes, alguns têm essa tendência desde filhotes, enquanto outros aprendem com os humanos, sabe como? Eles miam e os humanos fazem o que eles querem. 


Ou seja, se o gato está miando e teoricamente não há nada relacionado com a questão clínica do gato, provavelmente o gato está querendo dizer algo (é importante levar ao veterinário para eliminar qualquer possibilidade de ser algum problema de saúde). 


Também é importante conferir se realmente está tudo certo, como por exemplo: comida, água fresca, caixa de areia limpa ou até mesmo se ele precisa de uma distração. 


Têm casos de gatos que fogem de alguns humanos mesmo convivendo com eles a vida toda, qual a razão? 


Depende muito do caso, existem casos do gato ter tido uma experiência ruim com o gênero do humano, enquanto a outra questão que é bem mais simples do que você imagina, pode ser a forma de fazer carinho ou até mesmo a forma como a pessoa se comporta, mas aí, cada caso específico deve ser estudado com um especialista em comportamento felino. 


Existe alguma explicação para os gatos que arrancam os próprios pelos? 


Casos assim podem ter diversas explicações clínicas, desde alergia, picada de pulga ou até mesmo dor,  é preciso investigar para ter o diagnóstico certinho. 


Juliana, o que pode explicar um gato que faz xixi na areia, mas cocô só fora da caixa? 


Este também é um caso que precisa de uma investigação mais profunda, mas geralmente isso também pode ser uma questão clínica, ou seja, é importante investigar clinicamente pra saber se está tudo certo. 


Como os humanos podem fazer para mostrar para os gatos que morder não é brincadeira? 


Esse é um assunto muito sério, porque os gatos gostam de fingir que estão lutando e é normal, mas isso entre eles. Ou seja, os humanos não devem estimular esse tipo de comportamento. Se o gato está querendo brincar de morder, agarrar, dar chutinho, a minha dica pro humano é: não faça isso com as suas mãos ou seus pés. 


E a solução em situações em que o gato quer brincar assim é substituir a brincadeira, ou seja, redirecionar o comportamento do gato para um estímulo adequado. 


Já ouvi falar que existem algumas situações em que o gato ao passar por uma mudança de ambiente pode até mesmo ficar sem comer, é verdade? Como solucionar isso?


Como já falei anteriormente, mudança para vocês, gatos,  é uma coisa bem difícil, né?


Felizmente existem maneiras de realizar essa mudança forma positiva. Uma dica é tentar proporcionar um ambiente mais calmo, com estímulos olfativos e sonoros que sejam relaxantes. O que vale nessa hora é manter o gato em um ambiente mais recluso para que o gato se sinta mais seguro e colocar tudo que têm o cheiro dele neste ambiente, pra consequentemente propiciar um conforto olfativo para o felino. 



E por hoje é isso, humanidade! Conhece algum humano que têm um gato com um desses comportamentos? Compartilhe esse texto com ele e espalhe a palavra!

Ronrons,
Chico
CEO - Cansei de ser gato 
Compartilhe:

Postar um comentário

Cansei de Ser Gato - Blog. Designed by OddThemes. Implantado por Consultor Net.